Image Map

Press

camisetas

`
   Eu fico muito feliz de nunca terem me perguntado sobre meu estilo porque eu não saberia o que responder. A maneira como eu me visto depende muito do meu humor, da música que toca nos meus fones de ouvido, nas tendências que eu vejo por aí e das tendências que fujo porque "todo mundo está usando"; eu gosto mesmo é de usar peças que me satisfazem e que eu acredito que combinem, independente se as pessoas concordam comigo ou não.
   Ultimamente o Instagram (me sigam lá @blognaogostodeunicornios) tem me influenciado demais, principalmente os famosos do underground e de downtown LA. O estilo deles é baseado em skate, bonés, brincos de prata em grande quantidade e muitas cores bem neutras como preto, branco e cinza. Por mais que eu seja a rainha das cores e dos unicórnios resolvi procurar algumas lojas para explicar melhor o estilo que tenho acompanhado e que me conquistou aos poucos.

Four Gang

1 - 2 - 3 - 4

Empeso

1 - 2 - 3 - 4 

Maze

1 - 2 - 3 - 4

Nephew

1 - 2 - 3 - 4 - 5

Block Office

1 - 2 - 3 - 4 

Your ID

1 - 2 - 3 - 4

à Urban

1 - 2 - 3 - 4 - 5

Matriz

1 - 2 - 3 - 4 - 5

   Uma das grandes referências nesse estilo é a Rihanna. Eu separei alguns looks que representasse bem a ideia e no fim coloquei um último look diferenciado, em que a moça optou por uma dessas camisetas "largadonas" com uma composição mais elegante. Particularmente achei o resultado fantástico e com certeza vestiria algo assim. Ainda mais com aquele casaco longo e maravilhoso, né?

   Outra coisa que é relevante dizer é que sim, essas camisetas são masculinas, mas se você acompanha o blog, sabe que eu sou completamente desprendida quando se trata de "roupa de menino" e "roupa de menina", né?

   Então, o que acharam? Já conheciam alguma dessas lojas? E esse estilo? Diz aí.
8

resenha (negativa): gel secativo panvel faces

`

   Eu já falei milhares de vezes que tenho problemas com acne. No Ensino Médio eu entendia (puberdade etcetera etcetera), mas achei que quando entrasse na faculdade isso não seria um problema recorrente pelo qual eu iria me preocupar. Mas eu estava enganada.
   Eu vivo vendo fotos perfeitas em todas as redes sociais e isso meio que me incentiva a querer esconder minhas imperfeições, querer melhorar minha pele e tudo mais. E foi numa dessas que eu procurei a farmácia Panvel, buscando algum produto que me ajudasse. O atendente da loja me indicou o produto da Faces, da própria Panvel e eu usei.
   E minha pele está marcada agora.


   O moço indicou que eu comprasse o tônico e passasse antes do gel secativo invisível. Ok; fiz o que ele pediu. Quando cheguei em casa e testei o produto, já vi problemas básicos na embalagem: as instruções não eram tão claras assim. Eu devia lavar o rosto depois de passar o tônico ou não? Pesquisei na internet. Ok. Então coloquei o gel e deixei a noite inteira, porque na embalagem dizia para não retirar. E não dizia quanto tempo eu deveria deixar. Ok.


   Quando acordei minha pele estava do jeito que vocês estão vendo. As espinhas saíram sim, mas e essas marcas? Minha pele queimou. Quando eu lavei com água em abundância pela manhã, ardia, queimava. E sim, eu apliquei somente na espinha, mas acho que durante o sono o creme escorreu um pouco, deixando as marcas em formas circulares por todo meu rosto.


   Eu não indico o produto nem um pouco. Espero que minha pele não fique marcada e vou enviar um e-mail para a marca agora mesmo, mas de qualquer forma quis compartilhar minha experiência com vocês para que vocês soubessem das possíveis consequências.
   Eu preferia uma pele cheia de espinhas do que uma pele machucada.
5

2. Isso me lembrou de você.

`
   Cansada de pensar, paro de zapear quando chego nos infomerciais. Eu penso em você e como colocávamos nesse canal só para ter um som de fundo para nossas conversas filosóficas no meio da madrugada. Lembro do seu rosto cansado através do telefone e de como a nossa relação à distância fazia com que minha imaginação voasse livre e creditasse um aroma para sua pessoa. Sempre pensei em canela e menta.
   Eu havia esquecido como era seu perfume porque fazia tempo que você não voltava para casa.
   Quando começa aquele comercial do anel de diamante, eu sento no sofá e resolvo que está na hora. Pego meu celular e digito seu nome no Facebook. "Solteiro". Não foco no seu sobrenome, nem na foto de perfil que eu mesma tirei. Não penso em ver seu novo cargo no serviço, nem as fotos que você foi marcado; tudo que eu enxergo é seu status e minha ausência. Eu costumava ter meu nome associado ao seu por um relacionamento sério que marcava as redes sociais, assim como os elogios nas bocas alheias, dizendo que nos admiravam. Nunca entendi a razão disso, principalmente quando você ligou bêbado antes do jantar e disse que não conseguia mais. Já fazia meses. Vejo se você gosta das mesmas músicas, se compartilha vídeos de receitas legais que nunca fizemos e então noto que alguém marcou você em um prato de massa muito bonito. Sei que é você quem fez por causa do tempero verde picado e colocado alinhado; você dizia que quando começasse a cozinhar de verdade, aquela seria sua marca registrada.
   Ela é bonita. Loira, alta e solteira. Ela trabalha na mesma empresa que você, do outro lado do mundo para mim. Sob o mesmo fuso horário ela deve ser ainda mais atraente aos seus olhos. Fuço, espremo, investigo e encontro o Twitter. Ela fala de você lá, ex querido ninguém. Ela disse que você é cheiroso e que é divertido olhar você comandar as reuniões importantes da companhia usando um pequeno broche de Saturno. Ela não sabe que é uma marca minha, então bloqueio o celular achando que é suficiente. Ela é bonita e gosta de você. Se bem lembro de como as coisas funcionavam, você não deve saber. Primeiro que Twitter é "complicado demais" e segundo que você nunca entendeu muito essa questão de flertar. Toco meu colar de Saturno e me pergunto se deveria ter parado de usar. Quando que ela escreveu aquilo?
   Desbloqueio o celular, mas resolvo não olhar a data. Desligo a televisão e vou para a cozinha.
   Muitas coisas me lembram de você.
   Quando abro o jornal pela manhã, quatro estações depois da última vez que pensei em você, a notícia que me pega de surpresa é sobre Saturno. Não leio do que se trata porque associo aquilo a sua pessoa e resolvo pensar em como você faz falta. Novamente me vejo analisando sua vida e seu nível de felicidade através de redes sociais criadas para mostrar só os momentos agradáveis. Você criou um Instagram? Achei que não fosse do tipo que gostasse dessas coisas. Antes que qualquer foto carregue, noto que você tem um pouco menos de seguidores que eu. Considerando que eu sou membro há mais tempo, meu ego se machuca um pouco, mas nada que compare com o desconforto quando a internet funciona. Preferia que não funcionasse. É ela, não é? A bonita, loira, alta e não mais solteira. Estão solucionando questões sobre os anéis de Saturno, mas não os mistérios do anel que decora o dedo dela e o mistério de como você está noivo. Parabéns, ex querido ninguém.
   Mais duas estações se passam e uma prima sua me manda mensagem. Ela diz que está com saudades e isso me lembra você. Você era desses que mandava mensagens aleatórias dizendo que estava com saudade. O casamento foi há uma semana atrás e ela disse que espera que eu esteja bem. Respondo por educação e penso em cancelar minha conta por uns tempos. Redes sociais envenenam minha esperança de que você me amaria novamente.
   No Natal do ano seguinte eu não uso mais o colar. Quando bate a meia-noite do dia 31 de dezembro, levo a mão até meu pescoço por mania e penso que você deve estar beijando ela para comemorar a entrada do novo ano. São pensamentos breves, porém maciços que martelam minha capacidade de superar você. Eu procuro o Twitter e me vejo determinada a rolar até dois anos antes quando ela comentou do broche. A primeira foto me impede de continuar: dois dias antes e você está abraçado em um cachorro, com roupa social e o mini acessório.
   Isso me lembrou de você, ex querido ninguém: você comentou que contanto que Saturno estivesse alinhado em nós, o sentimento ainda estaria aqui. Talvez você não se lembre disso e eu esteja procurando o colar na gaveta de não-tenho-coragem-de-jogar-fora por nada, mas lembrar de você me faz bem. Isso me lembrou de você: é meia-noite e tudo que eu quero é ouvir sua voz. Isso me lembrou de você: o sentimento de que deveria estar amando outras pessoas, vivendo outras vidas, mas estou aqui, amando alguém que alinhou seu Saturno com outra alma. 
10

18 coisas para o meu apartamento: #7

`
   Eu sempre gostei de penteadeiras, provavelmente porque filmes com princesas eram meus favoritos e toda princesa que se preze possui uma. Então, aos quinze, quando ganhei minha penteadeira, eu surtei e pintei ela de salmão porque tons pastéis são os meus favoritos. Aí logo depois de escrever o número treze da lista, eu furei minha parede e envolvi o móvel com essas flores artificiais, só que agora eu preciso que os objetos em cima dela combinem melhor e é nisso que se baseia o número sete hoje: objetos para a penteadeira.


Número 7: Objetos para a penteadeira





































   Na minha penteadeira atualmente consta uma cesta para os perfumes, uma caixa com as sombras (que eu nunca uso), o coelho com os anéis e mais uns potes com batons, coisas para quando eu resolvo pintar a unha e uns pincéis (que eu também nunca uso porque sou adepta a usar meu dedo mesmo). Ah, e uma luminária marroquina.
   O que eu estou querendo agora é comprar uma bandeja legal para colocar meus perfumes e talvez um pratinho, porque o coelho não é prático. Nele eu acho que vou deixar só os anéis que eu não uso tanto e no prato ficariam os que eu uso todos os dias. Quero também mais umas caixas pequenas, porque acho que está na hora de aposentar os copos - quem sabe não mando eles pro escritório e coloco canetas, lápis e etcetera? 


   Pensando nisso, resolvi já procurar umas lojas online que poderiam me ajudar com isso. Os preços variam bastante, mas tirando um item aqui e ali, no geral são produtos com valores que eu realmente pagaria; não como essas wishlist de blogueira famosa que tenho visto por aí, com um negócinho de nada por dois mil reais.

Submarino 

12 - 3 - 4 - 5 

Triakasa
1 - 2 - 34 

Collector55
1 - 2 - 3 - 4 - 5

Super Decorada
1 - 2 - 3 - 4 

Maria Presenteira
1 - 2 - 3 - 4

Decohouse
1 - 2 - 3


E aí, qual foi sua combinação favorita? E vocês vão querer tour pelo apartamento quando a lista acabar? Fiquei na dúvida aqui.
16

Não vou abaixar o som, mãe: Marianas Trench

`
   Quando vou apresentar uma banda aqui no blog geralmente começo o texto dizendo onde conheci o artista. Vasculhando minha mente, quase disse que foi através da maravilha que o Youtube é, indicando músicas semelhantes as que você escuta; dessa vez, porém, eu notei que já conhecia o vocalista da Marianas Trench por essa colaboração com a Carly Rae Jepsen e isso ajudou na hora de decidir que eu me apaixonei por esses caras.



   Marianas Trench é uma banda canadense formada em 2001. Depois da sua banda de escola se separar, Josh, o vocalista, decidiu continuar e procurar companhia. Eles possuem quatro álbuns e eu simplesmente acho justo indicá-los porque eles são aquele tipo de banda amorzinho que você precisa ouvir, sabe? Who Do You Love, por exemplo, possui esse clipe maravilhoso em que foi decidido que eles não gastariam com um MV em si e doariam o dinheiro para entidades que o ajudavam a manter coisas que eles amam.
   Para quem quer ouvir mais deles, caso Who Do You Love não tenha sido suficiente para compreender o que eu quis dizer com "amorzinho", aí está uma playlist com as minhas favoritas. One Love, essa primeira, é aquela canção que mexe comigo, que me ajuda a escrever cenas tristes, então escutem e apreciem o talento.  



E aí, o que acharam?
10

é um "eu te amo" disfarçado

`

   Oi, tudo bem?
   Acho que uns dois anos atrás eu fiz uma postagem que consistia de uma pequena apresentação sobre a minha pessoa e no final disponibilizei meu email para que as pessoas viessem falar comigo sobre seus problemas ou simplesmente para conversar sobre o dia.
   Hoje uma leitora comentou algo aqui no blog que me fez pensar que eu deveria voltar com isso e deixar claro que eu sou uma ótima ouvinte, que não julga, que incentiva o amor sempre e que é paciente. Eu adoro ouvir meus amigos e aconselha-los da melhor maneira; por que seria diferente com quem lê o blog e gosta dele? Eu estou aqui para o que vocês precisarem, não só pra indicar música legal e escrever textos pra cortar os pulsos, ok?
   Então se você precisarem de alguma coisa (QUALQUER COISA) você pode me achar pelo bianca.444@hotmail.com e eu respondo rápido porque amo AMO MESMO emails. Eu posso ser psicóloga, guia de viagem, amiga, irmã mais velha... o que vocês precisarem.
   Então é isso.
   Tchau.
   Ah, e essa postagem é um "eu te amo" disfarçado, tá?
16

Mais café e amor, por favor

`
   Não sei quantas vezes eu ouvi a frase "tudo que é do exterior é melhor". Isso é muito sem noção porque deixe-me falar sobre o suco Del Valle, que é produzido no exterior com NOSSAS laranjas. Ou de remédios sendo produzidos nos Estados Unidos a partir de uma planta que é encontrada somente na Amazônia. Deixe-me falar que o Brasil é um país incrível com políticos ferrados e que é uma vergonha não amá-lo. Deixe-me pedir desculpa pela falta de patriotismo também.
   Depois de ficar um ano fora do país, voltei vendo tudo de outra forma e me apaixonei por Porto Alegre de novo. Esse post então, que começou meio raivoso (desculpa), tem a intenção de divulgar amor e café/doce de lugares que parecem ótimos daqui.

Pink Velvet Bakery
foto da Bessie
Endereço: Av. Venâncio Aíres, 757 - Cidade Baixa, Porto Alegre 
Telefone: (51) 3062-2600
Horário: 10:30 - 21:00
Site - Instagram

Eu conheci a Pink através de uma amiga e o lugar me conquistou através das fotos de donuts. Além da decoração MEGA querida, eles fazem brunch, coisa que nunca tinha visto antes por aqui. Para quem não sabe, brunch é basicamente comidas de café da manhã no almoço e é ótimo. Aliás, eles têm boas opções de doces sem glúten e sem lactose, assim como cookies, pão fresquinho, tortas, cupcakes, sanduíches e cake pop. 

Agridoce Café
foto Diário de Canoas
Endereço: R. Sarmento Leite, 1024 - Centro Histórico, Porto Alegre
Telefone: (51) 3392-7746
Horário: 12:00 - 22:00
Site - Instagram

Agridoce Café, projeto que foi sonho de longa data, é um exemplo de ambiente aconchegante e gentil. O cardápio deles é repleto de opções deliciosas, como cheesecake, tortinha, brownie e tiramisu, mas o que me conquistou mesmo foi o café pendente: você pode deixar pago um café para uma pessoa que não conhece e ainda escrever um bilhete para ela. Gentileza gera gentileza, sabe? Ah, e a louça é resultado de garimpo nos antiquários e feirinhas da cidade. Legal, né?

foto dos Destemperados
Endereço:  R. Duque de Caxias, 1354 - Centro Histórico, Porto Alegre
Telefone: (51) 3254-0308 
Horário: 10:00 - 19:30

Além de delicinhas rápidas, o Café do Duque oferece comida comida também; risoto, espaguete, carnes com acompanhamentos são alguns exemplos. O lugar possui uma localização ótima e não permite que você saia de lá sem tirar algumas fotos, pois a decoração é uma lindeza só. Parece coisa de Pinterest! 


Padarie
Endereço: Rua Tenente-Coronel Fabrício Pilar, 822 - Mont Serrat, Porto Alegre
Telefone: (51) 3517-6583
Horário: 08:00 - 20:00

A dona dessa padaria teve uma sacada incrível de marketing e, no dia de abertura (junho do ano retrasado), o estabelecimento teve de ser fechado antes do previsto por conta da falta de produto. O público foi além do esperado! Ainda não tive a oportunidade de passar por lá, mas os pratos parecem ser bem gourmet e, nem preciso dizer, a decoração é um doce.


Barbarella Bakery

foto Facebook
Endereço: Rua Dinarte Ribeiro, 56 - Moinhos de Vento, Porto Alegre
Telefone: (51) 3268-9720
Horário: 08:00 - 21:00

A Barbarella Bakery tem uma decoração do tipo vintage-quero-morar-lá. O que me deixou curiosa de verdade foi o cardápio: eles fazem cachorro-quente, baguetes com carne e croissants perfeitos. Eu adoro pão (carboidratos blá blá blá), então sou suspeita para falar, mas fiquei bem curiosa para provar tudo. Outro ponto "joinha" é que eles fazem entrega então, se a preguiça não permitir, é só telefonar e receber a delícia que preferir em casa.

Charlie Brownie

Endereço: Av. Mariland, 1270 - Mont Serrat, Porto Alegre
Telefone: (51) 9579-6823
Horário: 11:00 - 19:00

Charlie Brownie é o sonho do Tiago, que aprendeu a ser doceiro com a avó e testou seu talento na cozinha ao longo dos anos, ouvindo e assimilando a opinião da família e dos amigos. Brownie, para quem não sabe, é vida! Se nunca provou, precisa comer e se render aos encantos daquele pedacinho de amor quentinho. O milkshake deles também é uma delícia e o ambiente é muito legal.

E aí, o que achou? Qual seu lugar favorito?
21
Image Map