Image Map

Press

642 coisas sobre as quais escrever: 138

`
   "Podemos conversar?" Eu pergunto, enquanto ele fecha a porta atrás de si. Ele está lindo; cabelos cinzas bem penteados para trás e olhos azuis brilhantes. Parece feliz, parece ansioso.
   "Achei que ver a noiva antes do casamento daria má sorte, por isso não apareci para roubar um beijo seu." Meu noivo dá um passo em minha direção, mas a palma da minha mão se choca contra seu peito estufado, o parando. "O que houve? Você estava chorando?" 
   Sua voz preocupada me machuca. Pareço nervosa, pareço acabada.
   Eu olho para seus olhos, sabendo que será a ultima vez. Depois que falar o que pretendo, nunca mais nos veremos, não importa o que aconteça no futuro. Eu deixo mais algumas lágrimas cairem porque elas não cabem mais no peito. Porque não me pertencem mais.
   "Eu preciso fazer meus votos agora, ok? Preciso que me escute com atenção." Ele diz que sim e tenta chegar mais perto. Empurro-o mais uma vez e inspiro coragem, expirando decepção. "Meus pais te contaram sobre a história deles, certo? De como se conheceram e logo se apaixonaram. Eles foram o primeiro um do outro em todos os sentidos possíveis: amor, beijo, namoro, sexo, casamento. O primeiro e único. E eu sempre achei isso lindo."
   "Mas a verdade é que isso não acontece com todo mundo. Se acontecesse assim, se fosse mágico dessa maneira para todos, não seria tão bonito e especial." Continuo falando, com pausas para morder os lábios e me controlar. Não posso soluçar porque, caso aconteça, a fachada que me resta vai morrer. "E é por isso que eu não posso me casar com você."
   Ele me olha, parece que vai abrir a boca para dizer algo, mas para. Repensa. Fica em silêncio, estudando meus movimentos e procurando notas mentais para usar. 
   "Sabe, eu amo você. Amo tanto que dizer isso tudo para você me faz querer sentar no chão e abraçar meus joelhos até passar. Então eu iria para casa, colocaria um pijama confortável, faria algo para comer e assistiria um seriado bonitinho. Você sabe como eu amo tudo aquilo... tão dramático, tão romântico. Só que eu não posso fazer o que desejo; não posso deixar que você se case comigo para acordar em uma manhã qualquer e saber que eu sou a terceira. Seu terceiro divórcio. Não posso deixar isso acontecer, então não podemos continuar com o casamento." Ele não encontrou um bilhete em sua mente. Não sabe como reagir, não sabe o que falar. "Não posso deixar isso acontecer porque eu amo você."
   "De qualquer forma, o que estou querendo dizer é que não é sua culpa. Eu ouvi sua conversa com seu padrinho... e me desculpe por isso também. Eu acho que sempre soube que não era seu tipo, mas ouvir tudo foi pior." Mais lágrimas, mais dor, mais seriados para assistir e coisas para comer em ordem de superar. "Eu sempre soube que eu poderia malhar, que eu poderia correr mais. Sempre soube que maquiagem poderia ajudar, assim como roupas novas. Eu poderia também parar de ser tão tosca e" vasculho minha mente para procurar as palavras certas que ele usou e, ao encontrá-las, dói mais um pouco. "boba, porém um dia eu iria me cansar. Um dia, eu iria olhar para você e não ia te amar mais por conta disso. Eu poderia mudar por você, só que então não seria amor e então eu seria a terceira na sua vida, quando tudo que quis ser era a primeira".
   Mordo os lábios quando paro um pouco de falar. Sei que estão vermelhos, assim como meus olhos, mas uma vez que comecei, não consigo parar. A verdade, assim como a vontade de ser amada, é viciante. 
   "Por favor, não fique bravo. Não fui culpa de ninguém. Eu ouvi a conversa por acidente." Sorrio em meio as lágrimas e ele estranha. "O que me lembra outra frase de um outro personagem de dorama. Ele disse algo sobre sermos inocentes quando se trata de amor. Não importa quem ou onde, amor nunca deve ser tratado como um crime que merece perdão. Mas aqui estou eu, sentindo-me como se estivesse prestes a ser condenada". 
   Meu noivo tem os lábios trêmulos. Ele passa a mão nos cabelos e olha para o chão. Ele não parece mais feliz ou ansioso. 
   "E, sabe, quando você conhecer a moça certa, ela vai ser a primeira. A primeira que vai te ter pra sempre. A primeira e única. Quando isso acontecer, eu pretendo estar melhor e quero até que me convide, ok? Você merece alguém" não mordo a boca dessa vez e um soluço ocupa o vazio entre nós. Eu recordo de suas palavras e penso que talvez teria sido melhor ir para casa sem dizer nada. Eu era tão boa em fugir. "linda, que você tenha orgulho de apresentar para todo mundo. Eu sempre soube que não era seu tipo, mas foi tão bom me iludir. Foi bom pensar que eu estava errada. Foi bom sentir que alguém me amava e que eu não era a excessão. Foi bom, mas foi ilusão e uma bobagem dessas não vai fazer com que eu seja a primeira e única."
   "Olha, se você quiser, eu posso ir lá fora e avisar todo mundo que acabou. Eles ainda podem comer; a comida está paga de qualquer forma e seria um grande desperdício. Eu preferia, porém, se você fosse lá. Não me importo que diga que a culpa foi minha. Pode falar que eu fui insegura e fugi. Todos vão acreditar. Na verdade, acreditariam mais se você falasse que se deu conta de que as coisas não estão certas, mas não é necessário mentir."
   Ele fica em silêncio. Deve estar digerindo cada sílaba, cada verdade. Estou pronta para ir, estou pronta para passar por ele quando lembro que só falta uma verdade.
   "O pior de tudo é que eu esperava que você me parasse. Eu esperava que me dissesse que estava louca e que você me amava, do jeito que fosse, até o fim. O problema é que eu me esqueci do motivo pelo qual te amei em primeiro lugar: você aprecia honestidade." Seco as lágrimas e tento sorrir. Deve parecer que estou morrendo, mas o que vale é a tentativa. "Obrigada por não mentir e por permitir que eu acreditasse nas possibilidades."
20

20 comentários:

  1. BIANCAAAA, que texto é esse? Incrível!! Juro, li imaginando a cena toda na cabeça!! Você escreve muuito bem, passa emoçáo pra quem lê. Parabéns!

    beijo
    www.blogbelatriz.com Fanpage:
    Facebook Belatriz

    ResponderExcluir
  2. Adorei o texto! bjs

    www.blogdatatah.com
    www.facebook.com/blogdatatah

    ResponderExcluir
  3. Olha quem ta aqui õ/
    Menina que texto foi esse? Ficou tão lindo que imaginei tudo ao ler. Amei.
    bjbj
    umlevecodinome.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menino sumido! Que bom que voltou.
      Fico feliz que gostou, Edu <3

      Excluir
  4. Amando essa proposta, achei demais essa coisa de poder desenvolver a partir de temas assim, simples e aparentemente corriqueiros. Fiquei até afim de escrever assim também, confesso!
    Parabéns pelo texto <3


    Beijos
    Brilho de Aluguel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É legal mesmo, né, Thayse? É bem divertido também.

      Excluir
  5. Ou seja, ela estava certa nesse caminho que ela escolheu seguir né? Porque, realmente, fiquei esperando ele a interromper e falar que ela estava errada e tal, mas nada aconteceu, ele só ficou sem palavras ou apenas consentiu né? Que dor! Mas acontece mesmo. Adorei! Mais um texto que você arrasou!

    Beijos!
    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, ela estava certa. Nem sempre vai ser bonitinho assim, dele interromper e salvar a relação.
      Quis passar essa lado mais realista.

      Excluir
  6. Também participo desse projeto, mas faz tempo que não posto nada. Adorei o seu texto e fiquei esperando por um final feliz até o último parágrafo. Gostei muito do jeito como você escreve.
    Beijos
    Bluebell Bee

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse projeto é bom demais!
      Muito obrigada; fico feliz que tenha gostado.

      Excluir
  7. Que legal esse projeto!
    Adorei o texto :) beijinhos, Re
    http://blogsonhosdeverao.com.br

    ResponderExcluir
  8. UAU, que texto incrível. Demais, tão sofrido e tão sincero... <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Queria mesmo passar essa sinceridade, esse sofrimento. Fico feliz que tenha conseguido.

      Excluir
  9. Bi do ceu, ja te falei 28179816298162612619826196279162 vezes que vc é incrível! Juro que meu coração deu uma paradinha de desespero em ler isso que a personagem disse e, mais desespero ainda em ver que as linhas do texto chegavam ao fim e o cara não ia falar nada! Vc é demais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Melhor que o texto, é seu comentário <3 Obrigada obrigada obrigada, sua linda.

      Excluir

Image Map