Image Map

Press

Ready? Go. Read! A Rainha Vermelha

`
Ano: 2015
424 páginas
Editora Seguinte
Autora: Victoria Aveyard

   Sendo uma mistura de A Seleção e X-Men, A Rainha Vermelha está sendo um sucesso. Com uma capa linda e metalizada, a estréia de Victoria Aveyard merece muito estar ocupando as mais altas posições nos rankings literários, ostentando o número um na lista do New York Times.

"Todo mundo traí todo mundo."

   O mundo é dividido por sangue vermelho, representado por trabalhadores comuns, e sangue prateado, que são seres com poderes mágicos e que governam tudo por "serem superiores". É nessa sociedade que Mare Barrow vai iniciar uma rebelião, uma vez que ela é a excessão: mesmo com seu sangue vermelho, ela possui a capacidade de deixar prateados com medo devido seus poderes jamais vistos. 

"Mas, como toda a minha felicidade, toda a minha alegria, minha esperança não dura muito."

   Mare vai acabar no castelo e lá se torna noiva de Maven, o príncipe. O irmão dele, Cal, é o futuro rei e ele pode até mexer com o coração da moça, no entanto ela está focada mesmo é em mudar a vida de todos e não em arrumar um marido. Muitos acham isso batido (olá, Katniss) e eu concordo, só que não podemos deixar de lado a crítica muito justa e as metáforas que a autora fez. Os diálogos são inteligentes e os cenários que ela criou são espetaculares (na minha imaginação, pelo menos).

"É da nossa natureza", diria Julian. "Destruímos. É a constante da nossa espécie. Não importa a cor do sangue, os homens sempre cairão."

   O segundo livro da trilogia vai ser lançado ano que vem e já conta com nome oficial: A Espada de Vidro. Eu não sei se vou continuar acompanhando, uma vez que particularmente prefiro romances, porém é um livro a ser indicado.

E aí, o que achou?
27

642 coisas sobre as quais escrever: 40

`
   Diga que quer sair para tomar café. Escolha um lugar aconchegante e converse sem pressa. Pague a conta mesmo que ela recuse. Quando ela começar o discurso de igualdade, comente que aquilo é só um gesto de gentileza, não uma campanha. Diga que está pagando porque ela merece e não ouse olhar no relógio de forma impaciente; só sorria e toque na mão dela, falando em seguida que ela está linda.
   Se não quiser ligar, mande uma mensagem dizendo que precisa de ajuda para escolher um suéter novo, por exemplo. Pode ser para decidir por uma calça jeans ou social, por uma armação nova para o óculos ou só um coador pro café. Peça a opinião dela e diga se não gostar de suas preferências, porque ninguém gosta de alguém que só concorda para agradar. Então, no fim, agradeça e pergunte se pode beijá-la. Não é por ser tímido; peça um beijo porque ele é especial e merece ser tratado como tal.
   Não suma. Muitos pensam que mandar mensagem do nada é saudade reprimida quando, na verdade, é nada. É virtual, é frio. Apareça no meio da semana por dez minutos e mexa no cabelo dela. Olhe em seus olhos e confesse que aquilo deve ser o suficiente para te fazer conseguir passar o resto da semana sem ela. Talvez não. Talvez você apareça no próximo dia e faça a mesma coisa, mas ela não precisa saber. A surpresa é parte da graça.
   Considere ficar em casa em uma sexta-feira. Convide-a para sua casa e cozinhe. Se não souber, peça que ela o faça e explique a situação. Honestidade, tanto quanto saber cozinhar, é admirável. Depois, leve-a em casa sem se importar se está frio ou quente demais. Cuide dela porque é sinônimo de amor, porque ela merece, porque ela cuida de você também. Quando se despedirem, conte um segredo. Um segredo aleatório. Sem pensar duas vezes. Se ela sorrir, pense em repetir o encontro. Se você sorrir, case-se com ela.
   Ame-a pelas bordas. Com paciência, com respeito, com atenção, com dedicação. Ame-a por inteiro e por nada. Ame-a sabendo que ela não pode ser sua vida, mas que, fazendo parte dela, tudo fica melhor. Ame-a pela simplicidade, ame-a sem pensar que "não sabe mais o que fazer, porque ela nunca diz onde quer ir ou o que quer de presente". Ame-a porque todo dia é um novo dia. Ame-a.
   Mesmo que esses verbos estejam no imperativo, tudo não passa de opção: você pode decidir por fazer essas coisas ou não. No entanto, me preocupa que ninguém saiba que essas atitudes fáceis fariam as "mulheres complicadas" por aí felizes. É simples, mas requer tempo. Você está disposto? 
20

t-shirts

`
   Nos últimos tempos, as camisetas fofas viraram tendência. Seja com dizeres em inglês, português, francês ou só uma ilustração mesmo, essas peças estão em todas as lojas. Eu adoraria, porém, que houvesse um departamento só com essas t-shirts, sabe? Facilitaria muito a minha vida. Então, pensando nisso, separei as melhores lojas online para comprar t-shits legais.

O que eu amo sobre a Vandal é que o catálogo de camisetas legais é imenso e, ainda sim, você tem a possibilidade de enviar suas estampas e ter sua t-shirt linda. E, fique tranquilo, lá no site eles dizem que não usam imigrantes chineses ilegais na fabricação; só anões que trabalham pro Papai Noel.

Mais do que t-shirts, essa loja vende uns moletons lindos demais. Os modelos são mais "elegantes" e eu adoro que nessa loja a variedade de dizeres em francês é bem maior. Sobre a entrega, para SP/RJ capital são três dias e para os demais estados são quatro.

Pandora é outra loja incrível que faz camisetas personalizadas. Eles podem colocar qualquer modelo de camiseta com a estampa que você quiser também, estando disponível no site. O interessante deles é que a conta no snap (pandoratshirts) só te deixa mais louca pelos produtos. 

Eu fui descobrir a Camiseteria pesquisando para esse post, mas já me apaixonei. Uma vez que você entra no site e dá uma olhada nas estampas BAAAM amor verdadeiro. Além de criativas, as impressões são cheias de cor e graça. Sobre o preço, essa é uma das lojas mais baratas dessa lista, ou seja, MAIS AMOR!

E aí, qual sua favorita? Se tiver alguma indicação, sinta-se livre para compartilhar ali nos comentários, ok?
32

Não vou abaixar o som, mãe: Bad Suns

`
   Mesmo tendo um visual indie, Bad Suns é uma banda de rock alternativo americana mesmo. Nova no mercado, o quarteto se apresentou no Comic Con desse ano e chamou a atenção de todo mundo não só pelo talento, mas pela bela presença de palco que possuem.

"Como eu cheguei aqui? Vinte anos passa tão rápido. Nem sequer gosto de bolo, lamentando um aniversário. Dois em uma cama, sonhando quando seus olhos não estão fechados. Olhando no espelho, sorrindo para o medo. Nada realmente importa."
- 20 years

   O som deles é inspirado em The Cure e Elvis Costello e, se isso não serve para te prender, é só ouvir a primeira música que eu sei que você vai se pegar cantarolando o refrão. As letras são boas e escritas por eles mesmos. Ou seja, além de lindos, são a definição de multi-talento.

"Estamos pintando retratos, mas a tela fica em branco. Se esta vida é um presente, então quem é que vamos pagar? Você está desesperado para a resposta, que te consome como câncer."
- Pretend

   Language & Perspective, o primeiro cd deles, foi lançado ano passado e não deu as caras pelo Brasil. Já no Youtube, os videos deles não têm tantas visualizações, mas já vi alguns comentários em português lá, então nunca se sabe quando a sorte deles pode mudar, né?

12

3 anos

`
   Pensei em fazer um post grande, com diversas figuras de unicórnios e comentários engraçados, mas resolvi que não. Só vou agradecer. 
   Hoje o blog completa três anos e eu estou feliz pois recebi um e-mail nessa semana e o remetente se disse minha fã. A moça falou que adora o que eu escrevo, que lê o Não Gosto de Unicórnios sempre e, em sua mensagem, pediu conselhos sobre sua vida pessoal. Dá pra imaginar a felicidade da vida? Além de ser elogiada, ainda receber confiança e poder opinar em decisões importantes? Era isso que eu quis ao criar o blog, em primeiro lugar: poder ajudar as pessoas e compartilhar todo o tipo de coisa.
   Espero que, além de leitoras, eu tenha amigas; pessoas que, se me conhecessem pessoalmente, gostariam de sair para conversar e rir numa tarde de domingo. Espero também que o blog tenha muitos e muitos anos mais no ar e que eu possa continuar fazendo o que eu amo.
   Muito obrigada! De verdade.

Com amor,
Bianca Geisler.
10

Pra assistir: She Was Pretty

`
Nome: She was pretty // Ela era linda
Ano: 2015
16 episódios, uma temporada
Disponível no Viki*

*Viki é um aplicativo que pode ser baixado na Smart TV, onde vários doramas/séries estrangeiras estão disponíveis. Legendado em mais de 20 línguas, os episódios são completos e em HD.

   Meu blog foi criado para compartilhar um pouco sobre minha vida, então é necessário dizer que estou triste. Sim, eu sei que blá blá blá só tenho 17 anos blá blá blá mas a verdade é que eu queria que o dito cujo boy magia/crush/paixonite/morzão não me considerasse invisível e que, talvez, até pudesse desenvolver sentimentos por mim, sabe? No entanto, como isso não acontece, aqui estou eu, assistindo dramas e indicando mais um.
   She Was Pretty conta a história de uma menina que era linda quando criança, porém que cresceu e parou de ligar para sua aparência. Kim Hye Jin, a tal mulher, se sente um fracasso, ainda mais quando se trata do profissional: ela, aos 30 anos, está desempregada e com sonhos não realizados na bagagem. As coisas saem do controle mesmo quando seu primeiro amor, que era gordinho na infância, quer reencontrá-la e agora está DIVINO. O trem descarrilha por completo quando ela começa a trabalhar numa revista de moda por acidente e Ji Seung Joon, o tal amigo bonitão, se torna o editor chefe lá.
"Mesmo que ela trabalhe muito, não terá um cara para encontrar depois."
   Kim Hye Jim pede para sua melhor amiga, Ha Ri, passar-se por ela, uma vez que sua aparência não combina com a garota que Sung Joon conheceu, e então é assim que, aos poucos, a história se desenvolve sem um vilão sequer. O interessante é que o Seung Joon pode até ser "ruim" no começo, mas é engraçado demais ver ele sendo gente como a gente e batendo nas coisas por estar vidrado no celular/tablet.
   Obviamente tinha de ter um segundo moço principal MEGA querido para que nós pudéssemos sofrer, certo? Certo! Nesse caso, Siwon, do grupo Super Junior, é o azarado da vez. Ele é muito engraçado, fofo, cuida da nossa principal e faz com que todo mundo se apaixone por ele.
"Ah, eu me arrumei todo por nada. Eu devia tirar umas selfies."
 "Eu estou sendo completamente sério quando digo isso. Prometa-me que não vai falar nada. Jackson, eu estou realmente... entediado."
   A comédia, como vocês notaram, é bem explorada. O romance também é um importante aspecto e foi incrivelmente criado e desenvolvido, porém resolvi não colocar muitas fotos/gifs do OTP porque as opiniões são divergentes; tudo que precisam saber é que o final é perfeito e as cenas fofas são ABSURDAMENTE bonitinhas sem exagerar.
  Além de muita moda, esse doroma apresentou arte também. Uma peça importante da história é a obra Danse à la campagne, de Renoir, então sintam-se livres para dar uma olhada na pintura antes de começar a história; a analogia que eles fazem com a arte é incrível. 
 "Você já ouviu falar do deus da oportunidade? Aparentemente ele parece ser assim." "Oh, um pinto!" "Quer dizer... ele é meio exposto"
"Pare, pare, pare. Senhor, por favor pare o ônibus." "Você acha que isso é um táxi? Desça na próxima parada." "Mas eles sempre param quando você diz isso nos dramas..." 

E aí, o que achou? Você já assistiu algum dorama que eu indiquei?
13
`
0

Pra assistir: To The Beautiful You

`
Nome: To The Beautiful You // Para A Você Bonita
Ano: 2012
16 episódios, uma temporada
Disponível no Youtube e Viki*

   Posts atrás falei sobre You're Beautiful, um dos primeiros k-dramas que eu assisti. Foram tantos comentários positivos que resolvi continuar falando sobre os doramas que já olhei, sem me importar com os "aff, nem entendo o que eles estão falando". Queria lembrar, pessoa com conceitos chatos, que você assiste seriados americanos mesmo que essa não seja sua língua e que você escuta música britânica pela primeira vez sem saber da tradução; por que seria diferente com a cultura coreana?
   Sobre esse dorama, eu daria quatro estrelas. Com uma temática clichê, Goo Jae Hee se veste de menino e vai atrás de Tae Joon, um atleta que ela admira muito. Ela passa a estudar no mesmo internato masculino que ele vive e então conhece o dito cujo atleta perfeição e descobre que ele é um menino irritante que desistiu do esporte e não tem perspectiva de nada. Chateada mas sem perder o foco de fazê-lo voltar a competir, ela fica muito amiga de Cha Eun Gyeol, um lindo, que acaba se apaixonando por ela. 
   To The Beautiful You é um remake de For You in Full Blossom, um drama japonês que foi baseado em um mangá de 1996. Para os que leram a resenha de You're Beautiful (se não, leia aqui), tenho certeza que viram várias semelhanças, né? Pois é. Eu também. De qualquer forma, foram justo essas semelhanças que me fizeram dar essas tal quatro estrelas e não menos.

Jeremy x Cha Eun Gyeol
O Eun é igual o Jeremy de You're Beautiful: mega engraçado, inocente e gosta da menina-menino sem saber que é tudo mentira. Apesar de confusos, eles (Jeremy e Eun) aceitam a verdade independente dela ser "um problema". A verdade é que eu amei muito o Eun porque os diretores souberam muito bem como desenvolver o questionamento sobre sua sexualidade.
"Sim, Cha Eun Gyeol, o que que tem se é uma garota ou um cara? Todos somos humanos."

"Pesquisar." "O que você gostaria de pesquisar?" "Gay."

Tae Kyung x Tae Joon
Nos dois doramas, os principais são odiosos. Tratam a mocinha de uma maneira chata, porém em To The Beautiful You, Joon é BEM mais fofo. Não sei se é por eu ter me apaixonado pelo Minho (ator que interpreta o Tae Joon), mas deu muito certo pra mim porque a química dos dois era linda. 

   Porém as diferenças também me fizeram dar uma nota alta para esse dorama. O realismo nesse caso foi bem maior, podendo ser exemplificado com o problema de saúde que a principal teve por usar uma faixa tão apertada envolta do peito para esconder seus seios e o uso do celular (que fora quase nulo em You're Beautiful). A maneira como foi apresentado o lado não tão puro dos meninos também foi interessante.
"Perto da pensão tem uma praia de nudismo..." "Praia de nudismo? Eu vou!" "Eun Gyeol, tem certeza?" "Praia de nudismo..."

   To The Beautiful You é bem tranquila e fala bastante sobre não desistir dos seus sonhos. O triângulo amoroso é bem explorado e muitos quesitos são bem batidos, mas é uma série bonitinha, cheia de frases de efeito e que garante risadas. 

*Lá em cima, abaixo da foto, está uma descrição. O site Viki está com um asterisco por ser uma novidade para mim. Para quem tem Netflix na TV é porque ela é uma TV smart, certo? Certo. Então, lá nos aplicativos está disponível o Viki de graça. É só procurar mais opções de aplicativos (onde você encontra Facebook, Twitter, Vevo, sabe?) e baixar. Simples assim.*

E aí, o que achou?
0

Pra assistir: To The Beautiful You

`
Nome: To The Beautiful You // Para A Você Bonita
Ano: 2012
16 episódios, uma temporada
Disponível no Youtube e Viki*

   Posts atrás falei sobre You're Beautiful, um dos primeiros k-dramas que eu assisti. Foram tantos comentários positivos que resolvi continuar falando sobre os doramas que já olhei, sem me importar com os "aff, nem entendo o que eles estão falando". Queria lembrar, pessoa com conceitos chatos, que você assiste seriados americanos mesmo que essa não seja sua língua e que você escuta música britânica pela primeira vez sem saber da tradução; por que seria diferente com a cultura coreana?
   Sobre esse dorama, eu daria quatro estrelas. Com uma temática clichê, Goo Jae Hee se veste de menino e vai atrás de Tae Joon, um atleta que ela admira muito. Ela passa a estudar no mesmo internato masculino que ele vive e então conhece o dito cujo atleta perfeição e descobre que ele é um menino irritante que desistiu do esporte e não tem perspectiva de nada. Chateada mas sem perder o foco de fazê-lo voltar a competir, ela fica muito amiga de Cha Eun Gyeol, um lindo, que acaba se apaixonando por ela. 
   To The Beautiful You é um remake de For You in Full Blossom, um drama japonês que foi baseado em um mangá de 1996. Para os que leram a resenha de You're Beautiful (se não, leia aqui), tenho certeza que viram várias semelhanças, né? Pois é. Eu também. De qualquer forma, foram justo essas semelhanças que me fizeram dar essas tal quatro estrelas e não menos.

Jeremy x Cha Eun Gyeol
O Eun é igual o Jeremy de You're Beautiful: mega engraçado, inocente e gosta da menina-menino sem saber que é tudo mentira. Apesar de confusos, eles (Jeremy e Eun) aceitam a verdade independente dela ser "um problema". A verdade é que eu amei muito o Eun porque os diretores souberam muito bem como desenvolver o questionamento sobre sua sexualidade.
"Sim, Cha Eun Gyeol, o que que tem se é uma garota ou um cara? Todos somos humanos."

"Pesquisar." "O que você gostaria de pesquisar?" "Gay."

Tae Kyung x Tae Joon
Nos dois doramas, os principais são odiosos. Tratam a mocinha de uma maneira chata, porém em To The Beautiful You, Joon é BEM mais fofo. Não sei se é por eu ter me apaixonado pelo Minho (ator que interpreta o Tae Joon), mas deu muito certo pra mim porque a química dos dois era linda. 

   Porém as diferenças também me fizeram dar uma nota alta para esse dorama. O realismo nesse caso foi bem maior, podendo ser exemplificado com o problema de saúde que a principal teve por usar uma faixa tão apertada envolta do peito para esconder seus seios e o uso do celular (que fora quase nulo em You're Beautiful). A maneira como foi apresentado o lado não tão puro dos meninos também foi interessante.
"Perto da pensão tem uma praia de nudismo..." "Praia de nudismo? Eu vou!" "Eun Gyeol, tem certeza?" "Praia de nudismo..."

   To The Beautiful You é bem tranquila e fala bastante sobre não desistir dos seus sonhos. O triângulo amoroso é bem explorado e muitos quesitos são bem batidos, mas é uma série bonitinha, cheia de frases de efeito e que garante risadas. 

*Lá em cima, abaixo da foto, está uma descrição. O site Viki está com um asterisco por ser uma novidade para mim. Para quem tem Netflix na TV é porque ela é uma TV smart, certo? Certo. Então, lá nos aplicativos está disponível o Viki de graça. É só procurar mais opções de aplicativos (onde você encontra Facebook, Twitter, Vevo, sabe?) e baixar. Simples assim.*

E aí, o que achou?
0
Image Map