Image Map

Press

642 coisas sobre as quais escrever: 11

`
   Você não está aqui. Sua mãe só chora, sabe? Isso me entristece demais. Não só porque ela acabou me esquecendo, nem porque ela não me dá mais carinho ou oferece biscoitos gostosos. Juro que não é porque ela nem me aceita mais na casa. A tristeza fica por conta da falta de empatia mesmo. Acho que ela acredita que só ela sente sua falta. Boba. Eu sinto sua falta também, mas não posso falar.
   Seu espírito jovem não aquece mais esse lugar. Seu pai me olha porém se limita muito nas palavras. Ele me dedica uns segundos e já vai para o trabalho. Ele passa tanto tempo lá que me pergunto se nunca arruma tempo para chorar. Se você estivesse aqui, apostaria que ele faz isso no caminho para a empresa, se é que ele não para cedo em um bar e, como naquele clichê alcoólico de sempre, bebe até esquecer da dor. Eu até apostaria se você estivesse aqui, mas você não ouviria. Você nunca me ouviu. Ainda sim, queria poder ajudar mas não sei como. Acho que o silêncio pode servir de algo.
   Seu sorriso não está aqui me dizendo o que fazer. Sem você, sei de muito menos que sabia antes. Não saio, não como direito, não durmo porque há sempre alguém indo ou vindo, falando de você. Todos se perguntam como, mas ninguém comenta o que de fato ocorreu, então, por minhas limitações, não sei até hoje o que te tirou de mim. Não faz diferença também. Queria que soubesse que sinto sua falta como mulher, como dona, como amiga. Como alguém que me dava carinho e como alguém que não se esquecia de passear comigo antes do jantar.
   Cachorros não sabem escrever, e, pela definição, uma carta só é uma carta se for manuscrita ou impressa, então isso nem serve de verdade. Mas é bom o suficiente para mim, porque todo mundo chora quando o melhor amigo do homem morre, mas ninguém se importa quando a gente nem se levanta de tanta tristeza ou quando a gente não se importa de dormir fora de casa porque as mães não aguentam ver o cachorro da filha morta sem chorar. Ou quando a gente fica calado porque sabe que latidos incomodam almas já perturbadas por uma perda. Cachorros não sabem escrever porém, se eu pudesse, aprenderia só para dizer que sinto sua falta.
   Você não está aqui.
   Volte, por favor. Prometo não fazer xixi no carpete de novo.
30

30 comentários:

  1. Preciso dizer que no inicio eu não entendi muito bem quem é que estava escrevendo, mas quando fui chegando no final aconteceu alguma coisa. Não sei explicar. Acho que é aquela coisa do ser humano não saber lidar com a morte ou o seu texto conseguiu ativar meu lado sensível.
    Um Minuto de Verão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma coisa boa então que aconteceu? Espero que sim; espero que tenha gostado.

      Excluir
  2. MEU DEUS! Que texto mais lindo!
    Acesei seu blog porque sou apaixonada por unicórnios <3 Shaushausuha e me deparei com esse textinho lind!!!

    Adorei!
    Beeeijos
    Mar Paschoal
    www.LaGarota.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, que legal, Mar. Muitas pessoas realmente só entram aqui por causa do nome haha

      Excluir
  3. Que texto lindo, eu quase chorei. :(
    http://corujasemasas.blogspot.com.br/
    Beijos! <3

    ResponderExcluir
  4. Eu recentemente perdi meu avô, considerado praticamente como meu segundo pai, e trocando algumas palavras desse seu texto, provavelmente iria caber perfeitamente em tudo o que eu estou sentindo nesse momento também. Gostei!

    Beijos!
    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que alguém como você, que saiba como é esse sentimento, tenha gostado e se identificado. Eu nunca perdi ninguém então foi uma coisa nova para se escrever, mas gostei do resultado também.

      Excluir
  5. que texto mais perfeito! mt lindo :')

    www.blogamorarosa.com

    ResponderExcluir
  6. Nossa, Bianca... fiquei muito comovida, deu uma dorzinha aqui dentro. Excelente texto, muito, muito tocante! Beijos

    www.chezb.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz que tenha achado isso, Bruna. É meio complicadinho falar de um assunto assim sem nunca ter sentido essa dor.

      Excluir
  7. Que texto lindo! Adorei o modo como você escreve, parabéns!
    Beijos
    Bluebell Bee

    ResponderExcluir
  8. Biancaaa, você escreve muuito bem! Adorei o texto. É triste e conseguiu mesmo passar esse sentimento da perda..

    beijo
    www.belatriz.info

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelos elogios, Beatriz. Fico bem feliz de ter conseguido passar isso.

      Excluir
  9. Que texto fofo, MEU DEUS. Me emocionei.
    Sou completamente derretida no que se trata de cachorros.
    Lindo mesmo, parabéns.

    Ps: Adorei seu Blog, me intriguei com o nome, aí li sua bio pra saber se você gostava ou não de unicórnios, me deixou confusa KKKKKKKKKKKKKKK Beijos!

    www.vodkaescarpin.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, que bom que gostou, Fernanda.

      É, muita gente perguntava então resolvi deixar lá na bio já haha

      Excluir
  10. Quase chorei com o texto, é tão lindo *-*

    www.vestindoideias.com

    ResponderExcluir
  11. Que lindo, Bianca! Eu mandei o link desse post pra um amigo que acabou de perder um cachorrinho!

    Ficou muito bom!

    Beijao!
    www.vitaminatrendy.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, que legal, Au! Espero que ele tenha gostado também.

      Excluir
  12. Uau, olha o poder das palavras aí. Que texto emocionante, provoca sensações e permite sentimentos. Incrível!

    Beijo

    ResponderExcluir
  13. Se eu disser que me emocionei é pouco?
    Que texto lindo! Também fiz um com esse tema, mas esse ta demais.
    Senti a dor, texto muito bom!
    Quase Outono

    ResponderExcluir
  14. Que texto mais lindo. Você escreve tão bem!
    Um beijo

    ResponderExcluir

Image Map