Image Map

Press

642 coisas sobre as quais escrever: 214

`

   Eu estava caminhando na rua sem prestar atenção nas pessoas, só olhando o céu mudar a cada segundo. Se eu piscasse, perderia a razão e também o momento em que a parte laranja ficou rosa e, então, trocou para azul escuro e para preto em seguida. Não pisquei. Fiquei estático, tremendo com a vontade avassaladora de fumar.
   Um mês atrás, você havia saído do meu apartamento dizendo que queria que eu parasse com os maus hábitos, pois fumar me mataria. Levei um longo tempo, sabe? Andei por aquele apartamento durante madrugadas intermináveis e adquiri novas manias para superar algo que você não gostava. Fiz isso porque gostava de você. Levei o que você não gostava em consideração porque é isso que apaixonados fazem. Eles se importam. Eles se esquecem deles mesmos, se for necessário. Eu soube, assim que você saiu da minha vista, que faria o impossível para que o cheiro de cigarro não impregnasse mais meu sofá ou minhas roupas. Eu faria tudo para que aquele cigarro pequeno não acabasse com o que nós tínhamos. Algo grande, não é? Eu acreditava que sim.
   Eu fui na sua rua hoje. Passei lá quando sabia que você estaria. Passei para falar que tinha finalmente parado de fumar; que meu único vício seria seus beijos ou, se você achasse aquilo muito brega, que meu único vício então fosse te fazer feliz. Porque era isso que eu sentia, porque era essa a verdade que eu estava carregando entre os dedos, levando a boca e inalando. A verdade que me acalmava era que, com esse problema longe de nós, sem meu vício idiota, você voltaria para mim. 
     E eu me enganei.
   Eu vi você inalando seu novo vício na frente de seu prédio. Ele era alto e forte, então provavelmente poderia me matar e foi por isso que eu não me aproximei para aplaudir sarcasticamente o beijo de vocês. Posso não ter me aproximado porque machucaria mais, no entanto não vou deixar essa como primeira razão. Não pense que eu deixei de ser orgulhoso; eu deixei foi de fumar, não de ser idiota. 
   Vocês se beijavam e você parecia feliz, então dei meia volta e resolvi dizer nada.
   Como falei, estava caminhando e olhando para o céu mudar. Então eu pisquei. Pisquei de novo. O céu mudara em um segundo e eu também. Eu não tinha me dado conta, meu amor, mas foi do outro lado da rua, vendo você com outro, que eu finalmente parei com meus hábitos ruins: você.
26

26 comentários:

  1. Que texto incrivel! Sério, parabéns. Me fez refletir muita coisa que se passa comigo.
    Beijão
    Jardim de primavera

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito, mas muito feliz que tenha gostado, Lara.

      Excluir
  2. loool que texto cara O.o ela tava com outro e ele a viu e nossa, o final foi incrível, hábitos ruins : você. Lool palmas muitas palmas, texto muito bem escrito e muito lindo, muito bom adorei \o/ quero ver mais textos assim. Tu poderia fazer um livro no Wattpad, la tem vários que escrevem e postam, e é de graça e muitobom, vale a pena vc conferir.

    † Inocentemente Ingênua †

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Jhessica! Não sabia do Wattpad, mas vou dar uma conferida, porque gostei da ideia.

      Excluir
  3. Acho incrível a forma que nós temos de ler e reler nossos sentimentos e mudar com experiências! Parabéns :D

    www.raposalaranja.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi, Bianca! Ahhh, você voltou a postar textos aqui no blog! <3<3<3 Mais uma vez adorei o texto, gosto muito da escrita! :) Continue postando coisas autorais por aqui, hein? Nós amamos! :D

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico maravilhada em ler que você gosta, moço. Muito obrigada.

      Excluir
  5. Que lindo. Chega dar um alívio no peito saber que por mais duro e difícil que seja as coisas mudam, e quando isso acontece esquecemos o quanto demorou.
    Parabéns amei.
    P.S: Adorei o nome do blog. ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As coisas mudam mesmo e essa é uma boa interpretação do texto.
      Que bom que gostou, Camila!

      Excluir
  6. Pode xingar aqui?! haha Não sei então vou dizer apenas que esse texto ficou incríveeeeeel!!! Nem sei o que dizer, amei demais, parabéns! :)
    http://corujasemasas.blogspot.com.br/
    Beijos! <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, Cris. Obrigada! De coração.

      Excluir
  7. Uau! Que incrível! E me lembrou aquele clipe do Bruno Mars que ele carrega um piano nas costas e chega na casa da mulher e ela tá com outro na varanda, ele também não faz nada, fica só observando, sabe? Mas desse relacionamento aí, de uma coisa foi boa: ele largou o vicio do cigarro. Fui lendo o texto achando que ele iria pegar um cigarro e voltar a fumar por não ter valido a pena, mas aí deu pra perceber que ele largou o vicio por ele e não por ela. Mais amor próprio!!! Triste, porém adorei!

    Beijos!
    www.likeparadise.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei do clipe sim; adoro aquela música.
      Fico muito, mas muito feliz que tenha gostado.
      Obrigada <3

      Excluir
  8. Que texto incrível! Ameii!! Adoro esses projetos, um dia quero participar também rs Bjs

    http://www.mayaravieira.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Que texto lindo, tão profundo e cheio de amor!

    Beijos!
    Blog Bianca Schultz

    ResponderExcluir
  10. Lindissimo texto!
    Beeijos

    www.ataquedamodaa.com

    ResponderExcluir
  11. Você escreve tão bem... amei essa história!! Fiquei lendo e imaginando as cenas, muito legal ;)
    Ah, Good Charlotte é muito bom, eu sempre ouço! <3

    http://heyimwiththeband.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, moça. É um prazer ler esse tipo de comentário :)

      Excluir
  12. Oi, tudo bem? Nossa que incrível!!

    http://www.blogmemories.com.br

    ResponderExcluir
  13. MDS, eu não me canso de dizer o quanto você é uma escritora incrível! Sou apaixonada por seus textos. De novo, você arrasou!

    Beijos,

    ResponderExcluir

Image Map