Image Map

Press

Sobre palavras e dinheiro

`
   O mundo é superlotado de pessoas que, basicamente, sabem muito sobre duas coisas: palavras e dinheiro. No entanto, tudo que sabemos sobre esses assuntos é o que ouvimos, enxergamos, sentimos ou tocamos, e isso pode ser perigoso, afinal, os sentidos podem enganar veemente até o mais cuidadoso e meticuloso ser. 
   Dinheiro é um papel que acabou controlando países, que faz com que acordemos cedo, trabalhemos em um lugar que não gostamos e até diminui nosso tempo com as pessoas que amamos. O capitalismo fez filhos rebeldes, que reclamam tanto sobre política, impostos, injustiça, mas que não sabem como mudar sua própria rotina. O dinheiro fez com que as pessoas se focassem tanto no problema, que se esqueçam de buscar possíveis soluções. Ainda sim, o tal papel valioso traz responsabilidades para alguém cuja natureza é fugir delas.
   Palavras funcionam como plásticas. Alguém que já mudou muito seu corpo com a ajuda médica mas mantém uma alma vazia, feia, é como alguém que usa palavras rebuscadas demais. Por mais que se saiba o valor da plástica, e a mudança na maneira como as pessoas podem tratar você, por dentro tudo continua igual. Quem sabe palavras diversificadas e faz questão de usá-las na intenção de parecer superior, esconde sentimentos vazios.
   Dinheiro e palavras combinam e constroem diversos prédios altos, espelhados, sendo suportados por vigas de racionalidade, totalmente diferente de algo emocional. Cidades são construídas assim também, e são sustentadas por pessoas que acreditam mais em dinheiro do que em boas ações; mais em palavras do que em fé. Palavras e dinheiro combinam, infelizmente. Palavras e dinheiro destroem e constroem, depende do ponto de vista.
0

0 comentários:

Postar um comentário

Image Map