Image Map

Press

As coisas mudam

`
   Você pode fazer birra como criança, pode parar de usar relógios para não saber do tempo, e pode até decidir dizer que não se importa, mas, meu amigo, as coisas mudam. Elas mudam, e você nem consegue ver de onde veio o vento que te fez recordar daquela abraço que já não está te envolvendo. Algumas vezes elas são sutis, outras acabam sendo tão drásticas que você vai acabar precisando de um remédio pra dor de cabeça, mas, entenda, mudanças acontecem para que a vida continue.
   O fato que você tem que conviver é esse: as coisas mudam. O que vai fazer sobre isso? Espernear, resmungar ou aceitar? Seja a reação que você esboce, ninguém vai se importar de qualquer forma, mas é essencial que você reaja. Isso é o que difere as pessoas, não é? Não a cor delas, nem a raça. O que difere as pessoas é a forma como elas reagem a uma mudança. Pessoas boas aceitam, e se adaptam. Quase uma mistura entre a teoria do Lamark e do Darwin, sabe? O que se adapta melhor ao meio é o mais forte, e sendo o mais forte, será o que vai sobreviver. 
0

0 comentários:

Postar um comentário

Image Map