Image Map

Press

Câmeras

`
   Depois de viajar pra Europa e ter minha câmera gentilmente quebrada ainda no aeroporto do Brasil, eu adquiri um complexo com máquinas fotográficas. A triste história é que eu não tenho recursos o suficiente para dar um suporte pra esse tara, MAS ainda vale ver o que está nas lojas e ficar desejando.

Diana F+
Cientificamente comprovado que câmeras analógicas não possuem tantos pontos positivos quanto a câmera digital normal. Ainda sim, quem pode se dar esse luxo, o design da Diana F+ é muito bonitinho, e a expectativa de saber se a foto ficou boa mesmo (porque né, nada de visor digital pra poder escolher as boas, e apagar as ruins) é o que faz com que essa câmera esteja no topo do meus sonhos de consumo. 
Por mais que ela pareça muito legal, tem alguns pontos negativos que devem ser considerados, como o alto preço do filme (ela requer filmes 120 mm, enquanto a Diana Mini, que existe nesse mesmo modelo, porém menor, é de 35 mm, que é consideravelmente mais barata), a leitura de todo o manual, porque é realmente complicado trocar o filme, lembrar de girar o disco depois de tirar a foto para que não saia uma sobreposta a outra, e a fragilidade da câmera, por ser feita de plástico.


Fujifilm Instax
Parece que um requisito para ser uma blogueira famosa é ter uma Fujifilm Instax. A verdade é que aqui está outro exemplo de como eu gosto de coisas antigas, lembrando das Polaroids, que eram um modelo mais "avançado" do que essa câmera. Não se pode esperar qualidade de imagem, e o papel para as fotos (que custam dois reais por foto - pacote com vinte por quarenta reais) tem o tamanho de um cartão de crédito. O flash é sempre disparado, aliás. 
Ainda sim, a maquina proporciona um certo sentimento de nostalgia, e é muito bonitinho de se deixar as fotos em murais, considerando que são raras as pessoas que revelam fotos da própria máquina digital. 
(Uma versão alternativa e melhorada, mas que não é vendida no Brasil, é a Polaroid Z2300, que é digital e revela as fotos na hora também)


Samsung NX300
O que fez com que eu me apaixonasse por essa câmera, com certeza, foi o design. Diferente das outras, elas não é só bonita. A Samsung NX300 tem alta qualidade (20,3 megapixels), tela touch, fotografa e grava em 3D com uma única lente, e conectividade com wi-fi. Ela foi lançada a mais de um ano, mas o preço ainda passa dos mil e quinhentos reais aqui no Brasil. 


Fisheye
Por mais que a Fisheye esteja aqui como câmera, serviria até mesmo como o acessório para celular, que hoje está disponível em diversos lugares, sendo muito, muito mais em conta, considerando que a câmera tem os mesmos recursos e pontos negativos da Diana F+. Ela produz fotos com aquele efeito arredondado, como se estivesse olhando por um cano (mereço um prêmio pela minha definição) ou algo parecido, e dá uma visão mais panorâmica dos lugares. 

0

0 comentários:

Postar um comentário

Image Map