Image Map

Press

T in the park

`
   Quando se fala em festival gringo o primeiro que as pessoas pensam é em Tomorrowland. Certo, quem gosta de eletrônica, esse é, provavelmente, o melhor conjunto de shows em questão de três dias. Mas e para pessoas que preferem indie, como eu? Eis o T in the park.

   O festival T in the park acontece na Escócia, entre os dias onze, doze e treze de julho, porém os pagamentos deviam ter sido feitos no início do ano, sendo que as vendas começaram em fevereiro. Obviamente, este ano já está fora de cogitação, mas, para os adolescentes a partir de dezesseis anos que desejam ir neste festival (acompanhando de um responsável com mais de vinte e um anos) a dica já conta para o próximo ano. Quem sabe um presente de aniversário?
   Além de a Escócia ser um belo lugar para se visitar, caso a viagem coincida com o dia do festival, é imprescindível reservar uns dias (e dinheiro) para os shows, afinal, não é todo o dia que The 1975, Ed Sheeran, Nina Nesbitt, Imagine Dragons, Haim, Foxes, Sam Smith, George Ezra, Wolf Alice, Wilkinson, Passenger, Kodaline, Bastille e Arctic Moneys tocam em um mesmo festival. 
   Os ingressos para acampamento para os três dias é de duzentos e cinco libras para pista, e trezentos e trinta e cinco para o vip. Somente um dia custa oitenta e três libras para pista, e cento e quarenta e três libras para o vip. 


2

Cher Lloyd // SammyDress

`
   A Cher Lloyd, além de ser linda, tinha um estilo diferenciado e isso foi o que me fez prestar mais atenção nela. Antes, eram saias coloridas, camisetas xadrez e muito tule, já atualmente, ela usa peças menos chamativas, com cores mais amenas, mas não deixou de ser estilosa. 
   Nesse look, com menos de quarenta dólares, você obtêm peças semelhantes e, se preferir, pode ousar com outras colorações. A SammyDress, que é uma loja parceira do blog, pode ajudar com isso, aliás.



Calça - Treze dólares
Blazer - Doze dólares
Botas - Dezesseis dólares
Blusa - Seis dólares

0

Você quer um conselho?

`
   Todo mundo sabe que é muito mais fácil falar do que fazer. Não é diferente comigo. Eu poderia dizer que você não deve associar uma música a ninguém, e também não deve perder seu sono por uma alma qualquer, que conseguiu te envolver e que, eventualmente, irá embora. Eu poderia dizer que é errado dedicar horas e horas do seu dia para alguém, e também devia te dizer para contar até vinte, antes de responder aquela mensagem. Eu poderia dizer muitas coisas mais para que você ignore o amor, mas eu não conseguiria fazer nenhuma delas. Eu não fiz nenhuma delas, aliás.
   Eu associei uma música para ele, e vou confessar que me sinto mal, porque ele disse que aquela seria a nossa música. Ela é só uma canção, que ele sequer pensa em mim quando a escuta. Aquelas palavras batem em um ouvido surdo e voltam como decepção em mim. Minha sorte é que a melodia raramente toca no rádio, no entanto, quando ela se torna audível, é como um sinal dos infernos me recordando que eu fui uma brincadeira. Sinto-me como uma criança pobre, vendo uma vitrine colorida, onde um caro brinquedo é almejado. Quer um conselho? Não se apaixone. Caso isso ocorrer, não envolva nenhuma música na sua estupidez, porque ela estará estragada quando isso chegar ao fim.
   "Mas meu relacionamento não vai chegar ao fim". Chame-me de cética, realista, estraga prazeres, mal amada, ou qualquer outra definição, mas entenda que tudo chega ao fim. Pode ser que acabe com um abraço, com uma briga, com lágrimas, ou acabe como se nunca tivesse começado. Pode ser que vocês se arrependam, mas, na maioria das vezes, as pessoas superam. Ou fingem que superam. Eu não sei. Quer um conselho? Finja também. Faça com que o outro pense que você está bem, quando, na verdade, está pior impossível. Um dia, então, a dor vai parar.
   Eu nunca tinha escrito sobre ele, porque pensei que ele não seria só mais um conjunto de palavras escritas por uma alma qualquer, mas, adivinhe? Não há conselhos que façam com que eu consiga voltar atrás e desfazer o que está feito. Eu tenho um anel de clips, uma carta, uma música estragada, promessas e olheiras para comprovar que me apaixonei. Ele tem nada, porque não foi real.
   Quer um conselho?
  Não aceite conselhos de ninguém, e cometa seus próprios erros. Se quiser, tome minha história como exemplo. Se quiser, se apaixone. Se quiser, deixe-se querer.
2

Play Two Times (com estilo)

`
   Eu conheci Janet Devlin quando estava procurando outras versões para Your Song, do Elton John. Ela apareceu tímida, com sua voz fina e diferente, e me fez arrepiar. Ela é irlandesa e, depois de perder o The X Factor, conseguiu lançar seu primeiro cd. O Hide & Seek foi lançado ano passado, pela gravadora Pledge Music e seu próximo trabalho, o Running With Scissors, vai ser lançado em junho desse ano, pela Insomnia Music Records. 
   A ruivinha, fã de Red Hot Chilli Peppers, adora coturnos e se veste muito bem. Ela tem dezenove anos e o mais impressionante é que, quando ela saiu em quinto lugar no programa (cantando Chasing Cars) logo foi procurada por uma gravadora. Tipo, uma meia hora depois. A voz dela pode não agradar todo mundo, mas eu gosto muito do sentimento que ela passa quando canta e de como as notas dela transmitem melancolia e ingenuidade. 





0

Aniversário

`
   É meu aniversário. O relógio marcou nove e vinte da noite e eu sequer recebi um abraço. Abri a geladeira, e vi que estava quase sem comida, o que me fez pensar se eu deveria ser mais cuidadosa com as compras do mês e fazer uma lista do que eu precisava, e da quantidade necessária. Lembrei, então, que o mês já havia acabado, e eu só havia esquecido da data de ir até o estabelecimento enorme, com piso claro, boa iluminação e alguns atendentes não tão bem humorados. É meu aniversário, mas eu estou sozinha.
   Dez e três. Estou sentada no sofá, olhando para a televisão desligada. Penso nele. Ele é aquele sentimento que eu tenho quando estou na beira da piscina, olhando para a água cristalina, sem saber quantos segundos aguentarei imersa. Não sei também se ela está gelada, ou se vou ficar mais que uma hora ali. Estar com ele não me deixa saber por quantos segundos eu terei de segurar meu fôlego, esperando que ele pare com sua crise de ciúme, para que eu não grite, enfurecida. Estar com ele não me diz que se eu vou me sentir confortável, ou se vou estremecer, como se a água estivesse gelada. Estar com ele é não saber se vai ser até amanhã ou até o final da vida. 
   Em alguma parte do mundo, sei que alguém está ficando mais velho também. Talvez essa pessoa se importe que somente o trono do Papa alimentaria a África inteira por quinze anos, com fartura, ou, quem sabe, ela só deseje um pedaço de bolo de chocolate. Possivelmente ela já amou muitas pessoas, mas pode ser que só é um ser que respira, mas que não inspira ninguém. Existe até a possibilidade dela ser como eu, porém pode ser que ela não esteja sozinha hoje. Eu estarei invejando-a. É meu aniversário, mas ninguém se importa.
   Essa questão sobre "se importar" é um fato engraçado da vida. No dia em que você completa mais um ano, o mundo não para, e o máximo que você recebe são cartões e lembranças compradas de última hora. Ainda sim, você se importa que alguém lembre. Você ainda fica do lado do telefone, esperando que ele ligue, porque se apegou em um sentimento hediondo, chamado esperança. Você espera ganhar presentes, espera não estar sozinha, espera que alguém se importe. Você só espera. 
   Onze e cinquenta e nove.  
   Você não ligou, e eu continuo sozinha. É provável que aquela outra pessoa que estava de aniversário, do lado oposto do mundo, já não esteja mais com o bônus do "não vou lavar a louça, pois é meu dia especial", mas, seja como for, não faz diferença. É só uma data. Ainda sim, é meu aniversário, e eu estou me apegando nesse último minuto para que você dê sinal de vida, e me telefone. Isso é idiota?
   Tudo bem, ainda tenho o meu bônus de "posso ser tola mais uma vez, pois é meu dia especial".
4

SammyDress: Colares

`
   O que eu gosto sobre a SammyDress é que, além dela ser a primeira loja gringa que quis ser parceira do blog, ela vende também acessórios, e, cá entre nós, são muito lindos. As peças são bem feitas, e valem a espera de vinte dias à um mês, para recebê-los. Cada peça está em torno de quatro dólares, o que fica, mais ou menos, nove reais. 
   Além de barato, os colares peculiares são adoráveis e eu creio que fazem sim a diferença, então abaixo estão os meus favoritos. 


                                                     1 - 2 - 3 - 4 - 5 - 6 - 7 - 8


                                        1 - 2 - 3 - 4 - 5 - 6
0
Image Map