Image Map

Press

Ready? Go. Read: my favorite mistake

`
Ano: 2013
400 páginas
Editora independente

   Não vou esconder que, de vez em quando, eu amo um clichê, e que faço questão de relembrar umas frases desse tipo de livro, então, nada mais justo que recomendar "My favorite mistake", da autora Chelsea M. Cameron, que mora em Maine, nos Estados Unidos. A história é sobre Taylor e sua luta contra um segredo que a consome, e Hunter, que igualmente esconde algo sobre sua vida. Eles, como naquele clássico de cão e gato, brigam e se provocam durante... bem, até a última página do livro. 


“Às vezes as pessoas não querem a verdade. Às vezes a verdade é pior que a mentira."

   Eu considero essa história envolvente só no quesito mistério, porque, no geral, não me prendeu tanto quanto eu gostaria. Apesar dos pesares, o enredo é bem escrito, com diálogos inteligentes e engraçados, fora que contar, com tantos detalhes, sobre a vida, o ambiente ao redor dos personagens, também ajudou muito na hora da leitura.


"Isso é o que todos dizem. Todo mundo diz que quer conhecê-lo, mas não o fazem. Eles querem saber as coisas boas, as partes bonitas. Ninguém quer saber as partes feias, as coisas que te mantêm acordado durante a noite. Eles dizem que estão bem com isso, mas depois eles vão embora e você nunca vê-los novamente."

   Hunter faz o estilo canalha, porém tem um bom coração e não faz tanta questão de esconder esse seu lado. Ele também não esconde sua vontade por Taylor, a incomodando o quanto pode. Taylor, por sua vez, tem uma personalidade explosiva, e, claramente, não se controla quanto o assunto é raiva. 


"Eu gostei muito do olhar semi-atordoado no seu rosto. Deus, ele me viu todos os dias, mas ainda assim, quando eu coloquei algo de bonito que ele ficou sem palavras. "

   O garoto tem de conviver com ela, afinal, em último momento, teve de escolher o campus como abrigo. Os dois dividem o quarto e, o que ela poderia estar achando que seria um inferno, por ele ser presunçoso, cheio de si, se transforma em um romance em um misto de amor, e um pouco de ódio. 

   - Me ama? - Ele sussurrou enquanto jogava sua cueca no chão. 
   - Não.
   -  Me odeia? - Não tanto quanto conjugar verbos.

   O ponto alto desse livro, e a razão pela qual eu me lembrarei dele com carinho, foi as menções à ótimas músicas, como Honey, Come Home e até Home, do Phillip Phillips. Além do mais, existe um planejamento para que tenha um segundo livro, que será chamado "The sweetest escape", porém nenhum dos dois está disponível para o Brasil ainda.
5

5 comentários:

  1. Realmente acho que fico pobre com tantos livros na minha lista. E omg, eu fico pobre, mas sem livro não rs, não gosto muito de historias clichês, mas o que seria o mundo sem elas? Me apaixonei pela sua resenha, e espero em breve comprar o livro rs.
    #Lari (Preciso recupera minha conta urgentemente, rs)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um livro que eu recomendo, realmente, mas sempre é bom ter uma lista cheia de opções, mesmo que muitos deles sejam clichês. Tem dias que uma história boba de romance, nos faz bem haha

      Excluir
  2. Oii Bianca :) Talvez seja difícil escolher mas eu queria saber qual é o melhor livro que vc já leu? Bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, é realmente algo difícil. Cada livro me marca de uma forma diferente, então acho que depende do humor, do gênero... Não tenho uma resposta pra isso, porque é tipo escolher uma música favorita, sabe? Muda constantemente, e nunca se tem 100% certeza.

      Excluir
    2. Sei sim que nem filme tbm, mas e no momento qual é seu favorito?

      Excluir

Image Map