Image Map

Press

365/303

`
   Faltam sessenta e dois dias para que o ano de 2013 seja passado. Levando em conta os arrependimentos, coisas pendentes e assuntos corriqueiros, os 83,01% desse ano serão representados por uma pequena reflexão, e por uma imagem, que diz mais do que os meus três parágrafos juntos.


   Eu não ligo a mínima se a culpa é minha ou não; não importa, sabe? Eu me importo. Muito. Pelo menos o suficiente para estar com os olhos embaçados agora, mãos tremendo em busca da tecla certa para acertar a palavra e uma mente confusa, pois eu não compreendo. Não deveria ser assim. Eu queria ver aquelas crianças, tão diferentes de mim, crescendo, se tornando talvez médicos, talvez advogados. Eu queria poder dizer que tudo vai melhorar pra elas, só que não vai, e não há positividade o suficiente em mim pra me fazer acreditar no contrário.
   É só assistir um documentário sobre isso e BOOM, lágrimas, arrependimentos, tudo vem junto! Eu prometo ser diferente, tentar ajudar, mas isso nunca acontece. Por quê? Por que eu não posso, simplesmente, salvar o mundo? Se eu pudesse dizer uma coisa pra cada mãe que perdeu seus filhos por fome ou doenças, eu diria "eu sinto muito por não ser um super-herói", porque eu queria, do fundo do meu coração, poder ajudar todos. Eu me esqueço da minha aparência, dos problemas, das inseguras, esqueço de tudo quando se trata da realidade cruel que acontece com muitos.
   Nada vai mudar se eu continuar pensando que nunca vou salvar o mundo. Então, vou fazer o que posso, e, por hoje, vou tentar achar forças pra ficar em pé e agradecer à todos os bombeiros, voluntários, policiais, médicos, todos que abdicaram de uma vida "comum" para fazer ps outros terem uma vida mais digna.
0

0 comentários:

Postar um comentário

Image Map