Image Map

Press

Sinais clássicos de amor.

`
   Eu escutei blues, mas me apaixonei por jazz. Escutei milhares de canções envolvendo guitarras e violões, porém parecia que o piano sempre chamava mais a minha atenção. E, então, como em um furacão bipolar, eu estava notando que o amor estava me aprisionando à coisas incomuns. Incomum como amar você. 
   Não é como se eu pudesse escolher entre Paris e Londres, mas eu confesso que com você... ah, com você eu poderia estar em qualquer lugar, que as luzes pareceriam perfeitas como perto da torre Eiffel e as palavras sairiam lindas e perfeitas como se fossem ditas com o sotaque britânico. Tem também essa coisa de jantares românticos em lugares caros; você sempre soube que eu nunca gostei de ter que me portar completamente polida, por isso faz questão de dizer que sua comida caseira é mais importante que aqueles pratos bem decorados e com pouco comida, de fato. Gosto que você não deixa seus gostos de lado, mas tenta adquirir alguns costumes meus. 
   Você nunca gostou muito de bilhetes, mas parece querer uma tela do tamanho do céu para conseguir explicar os motivos pelos quais me ama, afinal, você se enrola bastante pra tentar dizer o que sente. Mas não encare isso como algo rude; suas sobrancelhas ficam lindas do jeito que você as junta, tentando lembrar de palavras difíceis que leu, para tentar proferir algo e se fazer de culto. Você não se apaixonou por minhas palavras, então não se preocupe, eu não as cobrarei de você.
   A verdade sobre o furacão bipolar em minha cabeça é que, ele está a bônus de dúvida. Esse furacão pode fazer estragos, ou seja, pode ser que, no final de dia, eu desejaria não ter conhecido você, porque, no fundo, sempre soube que não teria chances de você me amar ou pode ser que eu te ame ainda mais e esteja desfazendo o clips, em seu formato real, para poder fazer um bobo anel e arrumá-lo no seu dedo, para que pudesse casar com você todo dia; jurar o pra sempre todo dia. Outra coisa que deve ser lembrada é que você deveria estar procurando por um porão ou algum lugar seguro, porque, meu amor, isso tudo é bipolar e não há seguro de dar certo. 
   Só que ainda sim eu compraria uma caixa de clips todo o mês se fosse necessário, pararia de ouvir jazz se você me pedisse, e tentaria me apaixonar pela guitarra e pelo violão igualmente ao piano. Amor é tentar conciliar tudo, manter um equilíbrio entre ter e ser, ganhar e entregar, mas o que eu sinto por você é esse furacão bipolar, que não faz sentido algum, mas que é prazeroso demais pra esquecer.
    
0

0 comentários:

Postar um comentário

Image Map