Image Map

Press

O que perco a cada dia.

`
  
   Não é como se eu recapitulasse, a cada noite, todos os momentos do meu dia, eu só... sei lá, acho que eu espero encontrar os erros para, quando acordar, fazer diferente. Talvez errar diferente para saber que eu tentei todas as possibilidades. Perdemos amigos à quem tínhamos como irmãos, perdemos oportunidades, perdemos coragem, perdemos o senso de ridículo e os princípios e, perdemos, principalmente, nós mesmos.
   Amizades se constroem com o tempo, e fazemos questão de esquecer as de infância. Aquelas em que somos nós mesmos e que envolvem a família inteira. Você se cansou das vezes que almoçou na casa do amigo e ficava com vergonha de repetir a comida, de não saber exatamente como chamar a mãe; tia, pelo nome, ou...? Você cansou de dizer coisas comprometedoras, mas que seu amigo ria e debochava. Você se cansou de tentar fazê-lo sorrir quando estava triste. Você se cansou das vezes que pensou que estava perdendo a amizade, mas na verdade era só um dia ruim. Você se cansou, mas até o momento não tinha motivo algum para desistir. Mas perdeu a amizade por coisas pequenas, como deixar de ligar, ou parar de se importar de verdade.
   Acordamos com a meta de ser feliz; às vezes elas vão embora assim que levantamos, porque está frio demais e queremos permanecer dormindo. "Bom dia" você escuta; "bom dia só se for pra você!" sei que é isso que você pensa, mas não responde nada. "Tenho que desligar, mãe" novamente é sua mãe, ligando nos momentos mais inadequados só para tentar saber como você está; "te amo, filha" ela diz, mas você só desliga. Desliga o telefone sem dizer de volta. Se soubesse que essa poderia ter sido sua última oportunidade de dizer à ela o quanto seu amor por ela é enorme; quem sabe seria uma maneira de agradecer por tudo que ela fez por você. Mas não, você não o fez. Perdeu oportunidades, que eram suas últimas chances de se redimir. 
   "Nunca vou fumar", pirulitos se transformaram em cigarros. "Nunca vou usar saia curta" você julgava que brincar usando vestido algo indecente, mas hoje, se vê acordando no chão de um lugar estranho, com dor de cabeça, de ressaca e sem lembrar de nada da noite anterior. "Nunca vou usar drogas" heroína não é mais só o feminino de herói, e você sabe muito bem disso, sabe até mesmo a sensação. "Vou esperar pela pessoa que eu amo e que vai me amar também" sexo é sem compromisso e alega não envolver nenhum sentimento. "Respeito as diferenças", "gosta de determinado artista? é gay" é o que você diz, rindo. Você perdeu seus princípios, mas está tudo bem, não é? Todos mudam de opinião, certo? Opinião é algo que você adquire com conhecimento, princípio é algo que você julga ser certo para você; mas está tudo bem, se destruir dessa maneira, não é? 
   Você se perdeu no caminho, mas há noites em que você vai parar e se perguntar o que fez de errado. Nessa mesma noite você vai querer chorar porque acabara de notar que se perdeu. E não é como não encontrar a mãe dentro do supermercado; não é como querer ir a algum lugar e não saber como chegar; não é como estar em uma trilha e não saber como voltar ao acampamento. Você se perdeu de querer chorar e não saber o motivo; se perdeu porque esqueceu do que desejava quando criança; se perdeu porque, a cada dia, quando seu senso de julgamento te dizia que era errado, você ignorava. Você perdeu quem gostaria de ser, por ter se transformado em quem é agora. 
   Você se perdeu, e o único prejudicado aqui, é você.
0

0 comentários:

Postar um comentário

Image Map