Image Map

Press

What I lose every day.

`
   It's not like I recapitulated, every night, every moment of my day, I just ... I guess I hope to find my mistakes, for when I wake up, do things differently. Maybe different mistakes to know that I tried all the possibilities. We lost friends to whom we had as sisters, lost opportunities, lost courage, lose sense of the ridiculous and the principles and lost mainly ourselves.
   We build friendships with time, and sometimes we try so hard to forget those from childhood. Those that we're ourselves and involving the whole family, from the both. Are you tired of the time lunch at your friend's house and was embarrassed to repeat the food? Not knowing exactly how to call the mother, aunt, by name, or ...? Are you tired of saying compromising things, but she's your best friend; you know that she will laugh really, really hard, about it. Are you tired of trying to make her smile when she was sad? Are you tired of the time he thought he was losing the friendship, but actually it was just a bad day? You get tired, but so far you had no reason to give up. But lost the friendship over little things, like stop calling, or caring about her.
   We wake up with the goal to be happy, sometimes they go away so fast, because it is too cold and we want to stay in the bed. "Good morning," you hear, "Good day only if is for you!" I know that's what you think, but doesn't answer at all. "I gotta go, mom" again is your mother, calling at the most inappropriate moment, just to try to know how you are, "I love you, daughter," she says, but you just turn off. You turn off the phone without saying back. If you knew that this could have been the last chance to tell her how much you love her, maybe it would be a way to thank you for all she has done for you. But no, you did not. Lost opportunities, which is your last chance to redeem yourself.
   "I'll never smoke", lollipops turned into cigarettes. "I will never wear a short skirt" you thought that playing using dress was inappropriate, but today, we wake up on the floor, in a strange place, a headache, a hangover and not remembering anything from the night before. "I will never use drugs," Heroin is no longer the only female of "hero", and you know very well that, even knows the feeling. "I'll wait for the person I love and who will love me too" sex is without commitment and claims not involve feelings. "Respect the differences", "like that singer? You're so gay" is what you say, laughing. You lost your principles, but that's okay, isn't it? Everybody change, right? Opinion is something that you get with knowledge, principle is something that you think is right for you, but it's alright, destroying yourself this way, hum?
   You lost yourself on the way, but some nights, you will stop and ask yourself what you did wrong. That same night you will wanna cry, cause you just notice that you lost youself. And it's not like you can not find the mother inside the supermarket; it is not like wanting to go somewhere and you just don't know how to get there; is not like being in a wood and not knowing how to get back to camp. You want to cry cause you lost and you just don't know why; lost because you forgot what you wanted as a child, lost because, every day, when your sense of judgment tells you that you're wrong, but you ignored. You lost who would like to be, to have turned into who you are right now.
   You lost, and the only harmed here is you.
0

Play Two Times

`
   Hey, pessoas que eu tenho certeza que dançam como uma cabra com lombrigas quando estão sozinhas e a música favorita começa a tocar. 
   Depois dessa introdução maravilhosa pro "play two times", - lembrem-se, meu twitter está a disposição pra vocês mandarem sugestões de um nome melhor pra esse quadro e pra dicas de uns artistas bons também - nada melhor que uma boa indicação. 
   O cantor de hoje já está a um tempão no ramo e já namorou Taylor Swift também; assim como o vocalista da banda da semana passada - awkward moment. Ele é tipo um clássico, mas eu não posso dizer que sou fã do cara. Não que ele seja bom, é só que... sei lá, não ultra mega gosto dele. Parei de me justificar e vou postar logo as duas músicas aí.


(In Your Atmosphere)


(Friends, Lovers Or Nothing)


2

O que perco a cada dia.

`
  
   Não é como se eu recapitulasse, a cada noite, todos os momentos do meu dia, eu só... sei lá, acho que eu espero encontrar os erros para, quando acordar, fazer diferente. Talvez errar diferente para saber que eu tentei todas as possibilidades. Perdemos amigos à quem tínhamos como irmãos, perdemos oportunidades, perdemos coragem, perdemos o senso de ridículo e os princípios e, perdemos, principalmente, nós mesmos.
   Amizades se constroem com o tempo, e fazemos questão de esquecer as de infância. Aquelas em que somos nós mesmos e que envolvem a família inteira. Você se cansou das vezes que almoçou na casa do amigo e ficava com vergonha de repetir a comida, de não saber exatamente como chamar a mãe; tia, pelo nome, ou...? Você cansou de dizer coisas comprometedoras, mas que seu amigo ria e debochava. Você se cansou de tentar fazê-lo sorrir quando estava triste. Você se cansou das vezes que pensou que estava perdendo a amizade, mas na verdade era só um dia ruim. Você se cansou, mas até o momento não tinha motivo algum para desistir. Mas perdeu a amizade por coisas pequenas, como deixar de ligar, ou parar de se importar de verdade.
   Acordamos com a meta de ser feliz; às vezes elas vão embora assim que levantamos, porque está frio demais e queremos permanecer dormindo. "Bom dia" você escuta; "bom dia só se for pra você!" sei que é isso que você pensa, mas não responde nada. "Tenho que desligar, mãe" novamente é sua mãe, ligando nos momentos mais inadequados só para tentar saber como você está; "te amo, filha" ela diz, mas você só desliga. Desliga o telefone sem dizer de volta. Se soubesse que essa poderia ter sido sua última oportunidade de dizer à ela o quanto seu amor por ela é enorme; quem sabe seria uma maneira de agradecer por tudo que ela fez por você. Mas não, você não o fez. Perdeu oportunidades, que eram suas últimas chances de se redimir. 
   "Nunca vou fumar", pirulitos se transformaram em cigarros. "Nunca vou usar saia curta" você julgava que brincar usando vestido algo indecente, mas hoje, se vê acordando no chão de um lugar estranho, com dor de cabeça, de ressaca e sem lembrar de nada da noite anterior. "Nunca vou usar drogas" heroína não é mais só o feminino de herói, e você sabe muito bem disso, sabe até mesmo a sensação. "Vou esperar pela pessoa que eu amo e que vai me amar também" sexo é sem compromisso e alega não envolver nenhum sentimento. "Respeito as diferenças", "gosta de determinado artista? é gay" é o que você diz, rindo. Você perdeu seus princípios, mas está tudo bem, não é? Todos mudam de opinião, certo? Opinião é algo que você adquire com conhecimento, princípio é algo que você julga ser certo para você; mas está tudo bem, se destruir dessa maneira, não é? 
   Você se perdeu no caminho, mas há noites em que você vai parar e se perguntar o que fez de errado. Nessa mesma noite você vai querer chorar porque acabara de notar que se perdeu. E não é como não encontrar a mãe dentro do supermercado; não é como querer ir a algum lugar e não saber como chegar; não é como estar em uma trilha e não saber como voltar ao acampamento. Você se perdeu de querer chorar e não saber o motivo; se perdeu porque esqueceu do que desejava quando criança; se perdeu porque, a cada dia, quando seu senso de julgamento te dizia que era errado, você ignorava. Você perdeu quem gostaria de ser, por ter se transformado em quem é agora. 
   Você se perdeu, e o único prejudicado aqui, é você.
0

Play two times.

`
   Hey, gente querida e amada que acompanha meus posts,
o "play two times" de hoje - na boa, se alguém tiver uma ideia boa pra essa seção de posts, eu ficaria agradecida, então pode comentar ali em baixo sem medo de ser feliz, ok?! é sobre uma banda bem legal, que não é muito conhecida, mas vale a pena conhecer. 
   Bom, então vamos lá... as primeiras indicações são do Parachute, que se eu não me engano, o vocalista teve um rolo com a Taylor Swift; mas isso não vem ao caso agora.



(The Mess I Made)


(Kiss Me Slowly)
2

Ready? Go! Read!

`
Hellooooooooo! - no estilo Marcus Butler, que se vocês não conhecem, deveria procurar os videos dele no youtube, que é um comediante gato e com um sotaque perfeito (britânicos, seus lindos ♥ ) e se você clicar no nome dele, vai direto pra canal dele, que eu super indico, é óbvio.
Então, como vocês podem ver, eu não sou muito boa com datas; eu espero que tenham notado pelo menos. Isso me mostraria que vocês acompanham meus posts e tudo mais. O fato é: eu estou duas semanas sem postar a minha wish list de livros. 
Esses dias, algumas colegas de classe tem me pedido dicas de livros para ler, - e ah, como eu amo quando fazem isso - e eu mal sabia por onde começar; acabei indicando os livros do post anterior e pedido que elas acompanhassem o NGDU! pra ver mais dicas ao passar do tempo - propaganda é alma do negócio, não é?
Bom, minhas dicas dessa semana são essas:
"Se eu morrer antes de você" 
Esse livro ainda não saiu da minha wish list porque da última vez que eu fui a livraria, acabei comprando o cd da Birdy e ainda fiquei babando pelo cd da girlband Little Mix, que - SURPRESA! - está disponível agora no Brasil. O fato é que esse livro tem uma pegada mais de suspense e eu, nessa minha onda de filmes nada românticos, mais pavorosos, com sangue, gritos e nervosismo, me deixaram com mais vontade de lê-lo. 
"A culpa é das estrelas" 
Eu ainda não acabei esse livro do John, mas olha, eu sem querer li um spoiler no tumblr e estou em constante ódio pela minha pessoa por ter feito isso. A história é legal; não é só mais uma história de uma garota que está morrendo. Eu não sei explicar, mas é uma daquelas que você se identifica, que gostaria de ter um Augustus Waters pra ter como companhia, que simplesmente não quer acabar, mas ao mesmo tempo quer saber com o autor vai conseguir superar suas expectativas. Você vai se apaixonar, e bem, se não se apaixonar, você deve procurar um médico, porque, na boa, é um dos livros mais bem escritos que eu já li.
"A probabilidade estatística do amor à primeira vista"
Esse aí também não saiu da minha wish list porque eu ainda estou estagnada em "a culpa é das estrelas" e "Charlotte Street", mas deve ser minha próxima opção. O título, além de grande, é o resumo mais prático da história: qual é a probabilidade que se tem de encontrar o amor assim, a primeira vista, esperando seu voo? Eu não faço a menor ideia, e, por mais que não acredite em amor à primeira vista, - de primeira vez, você só consegue ver a aparência da pessoa, portanto não tem como se apaixonar assim - não vou me limitar nessa ideia, e vou ler sem essa interferência, porque não há nada mais romântico que se iludir com essas histórias de encontrar o carinha legal/bonito/especial no momento mais inusitado. Mentira, tem sim, e isso se chama comer brigadeiro com o melhor amigo, futuro namorado, assistindo um filme legal. Mas né... querer não é poder.

4

Porcaria, a pipoca queimou: Paixão Mortal

`

Pra quem gostou de: Garota Infernal.
Status: estreiou. 
Indicaria: Depende da pessoa.

   Então eu basicamente fiquei até três da manhã acordada conversando com minhas amigas, rindo feito maluca e ainda não estava com sono. Fui procurar uns filmes e bem, eu não estava com vontade de chorar com um drama/romance com um final "ele morreu ou me traiu", nem com vontade de rir, pois eis que aparece "Crush" como minha opção.
   Paisano Mortal (no Brasil) é um filme desse ano, onde uma daquelas moças caladas da escola tem uma paixão louca pelo popular gato da escola - acho que até eu daria uma de perseguidora pelo Lucas Till, que faz o papel do bonitão. No desenvolver do filme, eu acabei gostando dela, e confesso que torci todos os segundos para que não fosse ela que estivesse fazendo todas as coisas ruins contra as pessoas que se cercavam dele; mas né, tive que ver até o final para descobrir.   
   O suspense em si fica por conta da menina maluca - a linda da Crystal Reed, aquela de Teen Wolf - que não fala nada quase, e que tem uma mente conturbada, tentando fazer de tudo para que ele finalmente a note. Entretanto, até uma mente conturbada como a dela merece ser feliz. Mas, como em todo o filme de suspense, nada é o que parece, não é? 


   Assiste o trailer aí e aproveite o final de semana com o suspense e adrenalina de "Crush".
0

Minha kriptonita: Minhas amigas são perfeitas.

`
   Provavelmente eu não conseguiria viver sem minhas amigas; seja pelas coisas idiotas que elas dizem pra me alegrar quando eu fico mal com alguma nota ou por algum outro motivo, ou pelas vezes que elas tiram um tempo pra zoar da minha cara por ter colocado uma resposta absurda em alguma prova ou quando eu dei um fora daqueles. Mas tem vezes que... nossa, por que eu não posso ser tão perfeita quanto elas? É uma pergunta retórica; eu sei que elas tem defeitos e tudo mais, mas quando se trata do meu ponto fraco, elas ganham em disparada.
   E então elas dizem "para com isso, você é bonita sim". Eu posso até não ser a criatura mais feia, a que quando olham, pensam "VOLTA PRO MAR, OFERENDA!", porém, contudo, entretanto, eu não sou nem tenho nem um terço da beleza delas, e parece que tudo conspira a favor para que eu compreenda isso. Normalmente quando se trata de garotos.
   Eu não sou daquelas que ganham sms escrito "boa dia, linda"; não sou a que sabe o que é ter um admirador secreto, - ou nem tão secreto assim; não sou a que os garotos tem vergonha de falar, nem a que eles sonham no dia em que eu vou dar bola pra eles. Eu não sou a que eles ficam nervoso pra chamar pra sair, nem a que eles chamam pra fazer um trabalho junto. Resumindo, eu vou ser sempre a amiga, nunca a que eles irão ver com outros olhos. Mas minha amigas não; elas trocam mensagens constantemente com um "amigo", tem sempre um garoto falando com elas no chat do Facebook, normalmente tem uma "pessoa especial" da qual elas me contam as novidades, sobre qual seu apelido fofo ou da maneira querida que ele fala. 
   Não é inveja, eu me sinto feliz por elas serem meio que populares, mas é que seria bom saber de alguém que gosta de mim; que por mais que eu não consigo imaginar, alguém pensa em mim dessa forma; alguém fica nervoso com a minha presença porque tem medo de falar besteira. Alguém que queira ser a pessoa que vai me mandar "boa dia" mesmo sabendo que talvez eu não responda por falta de crédito no celular. 
   Seja como for, só espero que não tenha mais pessoas dizendo "mas você é linda sim" quando eu não acredito e sinto a pessoa mentindo pra mim, porque, talvez, nem mesmo ela acredite naquilo. 
   Minha kriptonita é não compreender muito bem porque meus pais, minha família e alguns amigos insistem em dizer o quão bonita eu sou, mas outras pessoas me fazem sentir tão o contrário.
   
4

Play two times.

`
   Como eu havia dito, - ou não, eu não sei se cheguei a mencionar esse detalhe - vou fazer o "play two times" todo dia, então seria de meu agrado se vocês comentassem o que estão achando, dando dicas de duas músicas pra colocar nos próximos posts, ou sei lá, qualquer coisa. 
   As duas músicas de hoje são da cantora Jojo, que está meio sumida, mas que mesmo assim é muito boa.


                                          
              (Disaster, que foi lançado um ano atrás, mas que mesmo assim é a mais atual dela)

             (How To Touch A Girl, que é uma música mais fofinha, romântica e bem antiguinha) 
0
Image Map