Image Map

Press

Mãe.

`

   Vou começar isso dizendo “me desculpa”. Quero pedir que me perdoe pelas rugas de preocupação, pelas noites que eu não te deixei por dormir porque estava doente, por talvez não ser como você esperava, por ser irritada demais às vezes, ou por deixar louça suja e os tênis no meio da casa; mas saiba que mesmo assim eu não faço de proposito, não faço só pra te deixar estressada comigo.
   É valido dizer que estou escrevendo isso porque você sabe o quanto eu não gosto que me vejas chorar; você fica me olhando com os olhos apertados, como se assim fosse ler minha mente e quem sabe entender a razão de eu estar me esvaindo em lagrimas. Mas não, mãe, você não vai entender.
   Sabe, eu acho que nunca te agradeci por tudo...  por ser tão cuidadosa comigo, por ter paciência pra me dizer que estou errada ou que às vezes o mundo realmente não é como eu esperava, por me amar mesmo quando brigamos, por não me deixar sair, por ser dura na esperança que eu compreenda outros pontos de vista, por fazer piadinhas idiotas pra me fazer rir quando a sua filha dramática aqui está tão cansada de viver em um mundo onde nada é como em um conto de fadas como eu sempre esperei que fosse, por afagar meus cabelos quando briguei com minha melhor amiga, por me chamar de apelidos bobos que tanto me fazem sentir com 6 anos. Simplesmente obrigada por tudo.
   Mãe, você me diz que não me criou pra si mesma; que eu irei ir embora um dia porque é isso que os filhos fazem fazem; eles são do mundo. Você não sabe o quanto me dói ouvir isso. Você não entende, não é? Por mais que eu viaje, que eu durma fora de casa, que eu me case ou que uma de nós vá embora simplesmente, o que eu tenho com você, essa ligação é eterna. É eterno nosso sentimento, então mãe, eu jamais vou te deixar.
   Você pode achar que eu não vou te deixar porque me sinto culpada, por todas as vezes que te fiz ficar triste e até mesmo chorar; pode achar que é porque me sinto em divida com todos os presentes de aniversario, Natal, dia das crianças e tudo mais; ou quem sabe pense que eu não irei embora porque acho que você é minha responsabilidade. Todas as alternativas não estão verdadeiras. Eu não vou embora porque eu te amo. Eu te amo como nunca pude explicar, e que talvez só entenda no dia que eu tiver alguém pra me chamar de mãe.
   Mãe, eu te amo e não tenho vergonha de dizer que eu vou pra sempre aquela menina que fica sentimental quando você me abraça e diz que me ama em voz alta, e não só com olhar.
2

2 comentários:

  1. Ai que perfeito amor! Chorando aqui!
    Lala
    http://alwaysdiva-moda.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Image Map